Simpatias De Carinho

01 Mar 2019 15:54
Tags

Back to list of posts

<h1>A Competi&ccedil;&atilde;o Do Bem Contra O Mal O Dia</h1>

<p>Apesar de ter adotado o Rio como lar h&aacute; mais de uma d&eacute;cada, a atriz Suzana Nascimento, nascida em Juiz de Fora, ainda cultiva liga&ccedil;&otilde;es profundas com seu Estado natal. Por 5 anos, ela empreendeu uma vasta procura de h&aacute;bitos, express&otilde;es, hist&oacute;rias reais e folcl&oacute;ricas, personagens, s&iacute;mbolos, m&uacute;sicas e cren&ccedil;as do universo popular mineiro - “um projeto de vida”, como ela define. Todo este utens&iacute;lio coletado foi transformado na pr&oacute;pria Suzana em um saboroso mon&oacute;logo, Calango Deu!</p>

<p>Os Causos de Dona Zaninha, que, desde o lan&ccedil;amento, em novembro de 2012, vem conquistando o p&uacute;blico carioca no decorrer de sucessivas temporadas. O web site dialogou com a atriz. De onde veio a ideia da pe&ccedil;a e como foi o processo at&eacute; que ela chegasse ao palco? Eu queria pronunciar-se sobre o tempo. Como Conquistar Uma Mina Perfeita 5 Sugest&otilde;es Passo A Passo Dominado da fam&iacute;lia h&aacute; alguns anos imediatamente, comecei a me “cardiovasculhar” (inventei essa express&atilde;o e fiquei muito feliz ent&atilde;o). Fomos contemplados com o extinto Fate, Fundo de Suporte ao Teatro, e a partir da&iacute;, gerei uma equipe de pessoas muito talentosas e amigas e formamos amorosamente a Fam&iacute;lia Calango.</p>
<ul>

<li>2001- Uma odiss&eacute;ia no espa&ccedil;o</li>

<li>Mate-se de aprender e ser&aacute; um cad&aacute;ver culto</li>

<li>5 5-Imagine bem sobre o assunto os &aacute;udios</li>

<li>Principal fonte de informa&ccedil;&atilde;o para a compra de roupas</li>

<li>Deixe sites porn&ocirc; entre seus favoritos</li>

<li>oito oito - Passado</li>

<li>#212 ivt</li>

</ul>

<p>Em quem o texto se inspira? Quem &eacute; a dona Zaninha da vida real e como essas hist&oacute;rias foram sendo pin&ccedil;adas e costuradas? A dona Zaninha faz parte da minha fam&iacute;lia de hist&oacute;rias. Fui montando no decorrer dos anos um conjunto de hist&oacute;rias que me tocam, que eu escolhi e que me decidiram.</p>

<p>As hist&oacute;rias que s&atilde;o contadas no espet&aacute;culo se prestariam muito bem a cenas com mais de um ator - e, entretanto, s&oacute; h&aacute; voc&ecirc; no palco. A ideia, desde o in&iacute;cio, a toda a hora foi de fazer um mon&oacute;logo ou chegou-se a refletir em fazer de outra forma? Sinceramente, nunca tive desejo de encenar a pe&ccedil;a com outro formato, principalmente pelo motivo de a ideia era apresentar destas pessoas que evocam universos inteiros na palavra e pelo jeitinho ing&ecirc;nuo e malicioso ao mesmo tempo.</p>

<p>Um &uacute;nico contador de causos, sentado num banquinho de madeira, faz a ponte entre os seus ouvintes e o radiante, enquanto talha um fumo de rolo ou diminui uma folha de couve. Esse &eacute; o exerc&iacute;cio. O meu outro em cena &eacute; o p&uacute;blico. &Eacute; com ele Namorado, Como Parelhar Um Exclusivo S&oacute; Pra Mim? .</p>

<p>Ele &eacute; r&aacute;pido, pode conversar, toma caf&eacute;, cacha&ccedil;a, me socorro a revelar as hist&oacute;rias. Este encontro t&atilde;o potente e que ecoa em n&oacute;s mesmo ap&oacute;s o fim do espet&aacute;culo &eacute; o meu objetivo. O jeito como voc&ecirc; interage com a plateia durante a pe&ccedil;a j&aacute; deu margem a circunst&acirc;ncias curiosas?</p>

<p>Me apresentei pela FITA 2014 - Festividade Internacional de Teatro de Angra, um festival bem popular. Gracindo Jr. Estava pela primeira fila e sorria do in&iacute;cio ao t&eacute;rmino, at&eacute; se emocionar muito no conclus&atilde;o. No momento em que o espet&aacute;culo encerrou, com a plateia aplaudindo de p&eacute; extasiada, ele subiu no palco sem ir pelas escadas e veio de joelhos at&eacute; mim, para beijar meus p&eacute;s.</p>

<p>Eu, estupefata, abaixei e pedi a ele para n&atilde;o fazer aquilo. Apesar de tudo, era o Gracindo Jr., amplo ator, ali, de joelhos diante de mim. Fiquei louca. Nos levantamos juntos e ele me comentou repleto de l&aacute;grimas: “Em toda a minha exist&ecirc;ncia, nunca vi nada t&atilde;o formoso no teatro. Pretendo aprender a fazer isto!</p>

<p>” Choramos juntos por aquele instante t&atilde;o gracioso. E ele me comentou embora o pai dele estava ali do lado dele durante todo o espet&aacute;culo. Ah, detalhe: Gracindo Jr. E a pe&ccedil;a est&aacute; indicada em oito categorias, aguardando a premia&ccedil;&atilde;o em mar&ccedil;o. Outra: em todas as sess&otilde;es, dona Zaninha oferece uma cachacinha para uma pessoa da plateia. Como Silenciamos O Estupro ?</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License